quinta-feira, 23 de julho de 2015

REALIDADE E REFLEXÃO




REALIDADE E REFLEXÃO





Incrível! Acreditem se quiser, no que vou dizer... Até porque as pessoas que comentam isso por aí, sabem que é verdade! O medo é tão grande, ou de perderem seus empregos, ou de o mesmo acontecer com parentes, que lêem o que escrevo em meu blog, concordam e se mostram indignadas, mas não se manifestam nem no próprio blog, e nem sequer curtem no facebook... Entretanto, alguns não aguentam ficar calados e acabam se expressando por inbox ou até mesmo pessoalmente, com fins de não se comprometer!


Afinal, o que isso significa? Trabalharem e viverem num verdadeiro clima de terrorismo??? A revolta é geral, mas o medo não é menor! Em manifestações egocêntricas de chefias que não conseguem (ou não querem) ver além do seu umbigo, essas pessoas só o que conseguem fazer, são comentários na surdina, tamanho é o sentimento de cólera diante de comportamentos repulsivos...


Um exemplo disso é a carência de tudo no sistema de saúde, e ninguém – absolutamente ninguém do mesmo – ter a coragem de ir na Radio Comunitária, por exemplo, e meter a boca no trombone... Cadê coragem pra contar o que realmente acontece dentro de suas unidades de trabalho??? Até o dia em que irá morrer alguém por um "mau" atendimento, ou por falta de medicamentos, ou por infecção devido à falta de limpeza e esterilização ambiental adequada,  ou coisa parecida, não é?...


Gente, eu não tenho medo de falar... Mas, infelizmente, não posso contar os absurdos que escuto no pouco que ando por aí, para não prejudicar pessoas, e também porque muitas das vezes não teria como provar sobre o que parece estar acontecendo em nossa cidade e debaixo do nosso nariz! Mas, tudo está sendo devidamente anotado em meu caderninho...


Imaginem vocês que há pouco recebi um telefonema de um amigo meu, fazendo-me algumas perguntas sobre descredenciamento de hospital... Ele queria saber se a Câmara Legislativa "apitava" alguma coisa para impedir tal ato, isto porque em sua cidade estão querendo copiar a “grande façanha” de Alto Paraíso... Será que a Câmara de Vereadores apita realmente nesse sentido??? Pelo menos aqui, não vi isso acontecer... 


E é aí que pergunto:- Que mundo cão (com todo respeito pelo animal!) é esse em que estamos vivendo??? Onde pessoas trabalhadoras e honestas querem praticar seu profissionalismo e são tratados como "ratos", com o "gato" à espreita para dar o bote à qualquer momento??? E denota tratar-se de gato da bruxa má, diga-se de passagem, só pode ser!!! Um gato movido à raiva, alimentando-se da energia de ódio gerado pelas próprias ações impregnadas de intolerância e terror!!! Um gato que se impõe através de um regime de opressões e perseguições, mas que se sente de “costas quentes” pela proteção que lhes é concedida...

    
Que mundo é este, Meu Deus? Outro dia, eu estava fazendo compras num dos supermercados da cidade... Na fila do caixa, escutei quando duas mulheres se aproximaram comentando sobre a situação do “hospital”... Num dado momento, uma delas disse que “a batata de “fulana” (não vou citar o nome por uma questão de ética) está assando”, pois uma colega de serviço dela estaria se desentendendo com ela e ganhando espaço junto ao seu chefe direto. Quase que num impulso, me virei pra ver quem eram elas, mas logo percebi que não as conhecia...


Aliás, não sei se é pelo fato de sair pouco de casa, quando o faço não conheço mais quase ninguém na cidade, muita gente de fora, mesmo! Isso, sem dizer que a garotadinha que conheci no passado, está toda adulta agora, na maioria casada, com filhos e, óbvio, modificada fisicamente, motivo pelo qual também tenho dificuldade no reconhecimento das mesmas (que nem aconteceu na festinha de um doutor amigo, né, meninas? Kkkk). 


Mas, vejam que incrível, essa história não terminou aí, pois ao chegar em casa, comentei com meu marido sobre o que havia escutado... Foi quando ele me disse que ele também havia recebido algumas reclamações sobre essa mesma pessoa (cuja batata estaria assando)... Em meio à nossa conversa, comentamos que essa pessoa, pela sua experiência, era uma das poucas na cidade que teria condições culturais, competência e de conhecimento, para assumir uma chefia na área em que trabalha, e que não entendíamos porque, até então, não havia sido convidada para tal... 


Bem, sintetizando, apesar dessa pessoa ter se pronunciado algumas vezes na defesa do indefensável, e eu tê-la contestado em seus argumentos (porém ambas mantendo a linha e a educação), decidi passar uma mensagem por inbox no facebook, com o intuito de alertá-la, contando o que havia escutado na fila do supermercado. Agora, pasmem! Quase dois meses após ter escrito essa mensagem, fiquei sabendo que essa mesma pessoa a quem “alertei”, simplesmente me denunciou no MP, alegando que eu a estaria “ameaçando”!!!! Portanto, um entendimento totalmente equivocado, sabe-se lá se por influência maldosa de outrem... Dá para acreditar numa coisa dessas??? Só rindo mesmo... 


Mas, vamos refletir um pouquinho sobre isso... Minha intensão em alertá-la foi a melhor possível, e no entanto, foi deturpada e considerada como perversa... Vou aguardar o resultado do MP, para depois avaliar medidas cabíveis ao caso. Sendo que nada temo, já que minha consciência está mais que tranquila... E o mais incrível foi que, frente a esta e outras situações porém fora deste contexto, sonhei com minha falecida mãe, meu eterno “Anjo da Guarda”, a qual, dentre uma série de conselhos, me deu esse: “Filha, continue vivendo sua vida com a mesma autenticidade de sempre, e não se preocupe e nem sofra com maledicências...” – Te amo, Mãe!


Diante de todo esse quadro, tenho meditado muito sobre toda essa situação que está ocorrendo em nossa cidade, sobre o que isto quer nos dizer... Sim, porque para todo efeito existe uma causa... E se isso (efeitos) está sendo permitido em nossa cidade, ou seja, rebaixamento do sistema de saúde (descredenciamento do hospital) com todas as suas consequências à população, além de atendimentos profissionais inapropriados e desumanos, despreparo de autoridades, denúncias inapropriadas, e até ingratidão (dentre outros); uma causa, portanto, existe, e sobre a qual temos de refletir seriamente e descobrir qual seja! Lembrando que “descobrindo-se a causa, temos possibilidade de destruir e/ou corrigir os seus efeitos”!


Até porque tudo indica que nosso sistema de saúde está indo de mal a pior... A tal “Unidade Mista”, na verdade uma “mistura” de unidades já existentes (nossos PSFs), na substituição do extinto hospital, portanto apenas uma nomenclatura meio que fantasmagórica, parece que tem demonstrado uma inadequação no atendimento à muitos de  nossos munícipes, principalmente quando se fala em horários de plantão (após as 18h ou fechamentos dos postos de saúde!). 


Imagine se você vai procurar a Unidade Mista num sábado, porque está se sentindo  com algum distúrbio seja lá qual for, e alguém na recepção diz que não vai chamar o médico porque ele é muito chato, ou porque ele está dormindo, ou porque ele é mau humorado, e vc tem de voltar pra casa sem ser atendido... Você iria gostar? Pois é, eu também não!...






QUE ACHAM DESSES EXEMPLOS?




(Dê um clic para melhor visualização)




(Dê um clic para melhor visualização)





(Dê um clic para melhor visualização)




Pois é, será que situações similares já estão acontecendo por aqui???



Continuamos de “olho na saúde”, embora estejam querendo mudar o foco com denúncias sem fundamento...




ATÉ A PRÓXIMA POSTAGEM...


PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!


HIPATIA III

segunda-feira, 6 de julho de 2015

QUEM AVISA, AMIGO É!!!! EU AVISEI!!!!



   

QUEM AVISA, AMIGO É!!!! EU AVISEI!!!! NÃO VAI DAR CERTO ESSA HISTÓRIA DE FECHAR O NOSSO HOSPITAL, DANDO LUGAR A UMA UNIDADE MISTA!!!! Mas, parece que o povo quer ver pra crer... Aí está!


As situações estão pipocando à cada dia... Preferi ficar no meu “silêncio” por um tempo, desde que constatei no CNES que realmente o gestor de saúde havia fechado o hospital...


(Dê 1 clic para melhor visualização)

Mas, não é segredo pra mais ninguém que uma senhorinha idosa, muito conhecida na cidade por todos, ficou internada nesta Unidade Mista, por mais tempo que o permitido, provavelmente porque: (1) a médica honrou seu juramento e fez questão de continuar atendendo dentro do hospital... (ops... desculpe... unidade mista!); (2) o filho da senhorinha é político de destaque na cidade (só não cito cargo e nome por uma questão de ética!); (3) a filha da senhorinha é funcionária antiga da saúde, e muito querida! (4) o genro da senhorinha é funcionário antigo da prefeitura; (5) a nora da senhorinha foi secretaria de saúde em nosso município e estava presente... Senhorinha de sorte, essa, heim???


Bem, apesar de ser uma família com inúmeras e excelentes prestações de serviço à nossa comunidade, o único resultado positivo disso, foi a permanência da senhorinha na unidade mista após o tempo permitido, e o tratamento da mesma pela médica que, por sinal, está de parabéns ao honrar seu juramento! Porque, pelo que sabemos, a alimentação da senhorinha foi toda trazida por seus familiares... E o mais engraçado foi que mesmo assim, a “nutricionista” foi indagar o que a senhorinha estava comendo... Ah! Tá! A nutricionista tinha de marcar presença, né? Pelo menos isso, o serviço técnico da esposa do atual gestor foi oferecido...


E isso sem contar outras situações pertinentes e tão revoltantes quanto, como por exemplo: o banheiro com a válvula da descarga quebrada, e sem até mesmo papel higiênico!!! Uma vergonha!

(Dê 1 clic para melhor visualização)

Sendo que, numa dessas noites, o médico de plantão foi chamado pelo funcionário, alegando haver uma pessoa com dores no peito... Pela negação do dito profissional em atender o paciente, dizendo algo como que “não ia atender mais ninguém naquela noite”, parece que o funcionário, nervoso, forçou o trinco da porta que acabou se soltando em suas mãos... Aí, o tal médico ficou bravo e despertou de sua “vontade de dormir durante seu plantão”... Quis, então, saber quem era um tal de (...) que havia quebrado o trinco de sua porta... Foi quando o funcionário voltou e, levantando o tom de voz (lógico, era o mínimo que ele podia fazer!), identificou-se como sendo (...) e disse tudo que o “repousante” não queria ouvir... Inclusive, que ele era pago com nosso dinheiro, e que ele iria, sim, atender o paciente, etc e tal... E não fosse pra ver!!! Pois o nosso funcionário, por pouco não enfartou de tão nervoso e revoltado que ficou! Além do que  a família da senhorinha escutou tudo!!! E olhe que já não era apenas um, mas dois vereadores presentes!!! Uáu!!!! Que loucura, heim??? Será que a nossa Câmara Legislativa estaria nesse dia fazendo uma sessão itinerante??? Ops... Falei!!!


SÓ ESTÁ FALTANDO UM MÉDICO ATENDENDO NA UNIDADE MISTA,
COM ESSA “AUTENTICIDADE” ABAIXO... (RSSS...)

(Dê 1 clic para melhor visualização)


E outras situações absurdas a gente fica sabendo... Só que, como disse, preferi ficar no meu silêncio...  Mas, hoje, dia 06/07/2015, o Vereador Serginho resolveu se pronunciar na nossa Radio Comunitária, com algumas denúncias... Aí, não aguentei e resolvi escrever essa matéria, até porque sei que muita gente que tem facebook, não escuta rádio...


O início da entrevista eu não escutei... Mas, na sua continuidade, imaginem que um rapaz que havia caído de bicicleta, foi atendido pelo médico, o qual parece ter constatado fratura, tanto que o encaminhou para fora da cidade, com fins de ser atendido na especialidade... (Claro! Aqui não temos mais especialidades e nem podemos ter mais, pois deixamos de ser um hospital, e sim nos tornamos uma unidade mista, à qual não cabem especialidades! Portanto, cuidado ciclistas!!!!).


Só que a questão mais grave do momento, não foi nem essa... Querem saber qual foi??? Devidamente cronometrado por mais de 30 minutos, pelo Vereador Serginho, o tal plantonista, após atender o paciente, deixou-o sobre a maca e simplesmente saiu para ir a uma pizzaria, gente!!! Ele foi lanchar!... e o paciente ficou lá, aguardando sua boa vontade, provavelmente com dores, para então encaminhá-lo para outra cidade pro  devido atendimento!!!!


Aí, vem a pergunta que não quer se calar:- Por que esperar tanto tempo para remover o paciente? Por que não o fez de imediato, antes de ir lanchar???



Meu Deus! Que país é esse?!... 

(Portal de Entrada de Alto Paraíso/GO)


Ops... Que cidade é essa que estamos morando??? Será que estamos mesmo em Alto Paraíso de Goiás, uma cidade que já recebeu diploma da UNESCO, uma cidade que preserva a natureza, mas parece que deixou de preservar a vida e a saúde de seus próprios moradores??? Uma cidade que já teve um Sistema de Saúde invejável no estado de Goiás, que chegou a ser referência não só em saúde mental, mas em outros atendimentos de especialidades na região?! E que só não se tornou um “Polo Regional” porque os prefeitos das cidades vizinhas, na época, não quiseram fazer a pactuação?!


- Pois é, essa cidade que já foi modelo do interior goiano, que ficou conhecida mundialmente falando, pela sua capacidade de preservação da natureza, bem como pela sua potencialidade espiritual e humanitária, hoje tem um sistema de saúde que se nega a fazer laudos para presos???

- Um sistema de saúde cujos plantonistas se negam a atender mulheres grávidas e/ou recém-parturientes que se apresentaram na unidade mista, com problemas de pressão e até com fortes dores no baixo ventre, dizendo às mesmas que voltem depois???

- Uma instituição de saúde que se nega a atender uma paciente que sofre de problemas respiratórios e se encontrava com uma inflamação de garganta tão séria que só conseguia se alimentar de líquidos via canudinhos, isto após saber que a enferma não era uma criança, mas sim uma adulta de 27 anos???

Ei! Ei! Doutor! Será que o senhor é diplomado mesmo? E se for, em qual faculdade de medicina se formou, para que não aceitemos mais médicos advindos da mesma!!!... É o mínimo que nosso gestor de saúde (e os próximos) têm a fazer, não é??? Por tamanha desumanidade!!!  


Precisou que esta paciente fosse atendida pelo médico do Postinho II, em pleno domingo, após várias rejeições do plantonista pago com o nosso dinheiro, para atender pacientes em finais de semana e fora dos horários dos PSF! A Mãe desta paciente parabenizou o médico do Postinho II e o mesmo faço aqui em nome (se me permitem) do Povo de Alto Paraíso, por este médico ter saído de seu descanso de domingo, para atender a referida paciente. Parabéns, Doutor! Isso é que é ser médico de fato, e que honra seu juramento e respeita seus pacientes!


Aliás, um fator grave e que pode estar acontecendo, são plantonistas contratados, advindos de outras cidades, e que já chegam esgotados dos plantões realizados em seu local de origem, e acabam vindo pra cá com a intenção de “dormirem em seus plantões”, pondo em risco a saúde da nossa população... Vamos vigiar!!!


BEM ISSO QUE PARECE ESTAR ACONTECENDO POR AQUI!

(Dê 1 clic para melhor visualização)

O povo começou a gritar! E como disse nosso Vice-Prefeito hoje mesmo na rádio – “nosso povo, em termos de saúde, está sendo tratado como lixo”!!!! Que pena que o povo e nossas autoridades não gritaram antes de nosso Hospital ter sido fechado (descredenciado)!!! Agora, infelizmente, pouco se tem a fazer (se é que foi mesmo descredenciado!)...


Mas, uma coisa é certa, dita pelo Vice-Prefeito, e eu repito aqui, com minhas palavras:  inadmissível que se façam determinados cortes na saúde, com fins de se economizar para pagamento de dívidas! Até porque, minha gente, os repasses dos nossos postos de saúde estão vindo integralmente, motivo pelo qual não se poderia cortar absolutamente nada dos mesmos!!! 


Muito bem dito, também, tanto pelo Vereador Serginho, como pelo Vice-Prefeito Eliomar, hoje na Rádio Comunitária, que nada se tem contra o Prefeito da nossa cidade; que ninguém está querendo fazer oposição a ele, muito pelo contrário, já que a atual situação da saúde do nosso município, que vai de mal a pior, depõe contra ele mesmo! Então, até para salvaguardar a sua imagem, pede-se ao mesmo que tome providências urgentes quanto à Saúde do nosso município, já que não dá mais pra ficar como está!




E AGORA!!! ATENÇÃO PARA ESSA NOTÍCIA!!! VEREADORES, BUSQUEM INFORMAÇÕES A RESPEITO!!!!


à APESAR DE NO CNES – CONSELHO NACIONAL DE ESPECIALIDADES EM SAÚDE – O NOME DE HOSPITAL MUNICIPAL GUMERCINDO BARBOSA TER SIDO MUDADO PARA UNIDADE MISTA DE SAÚDE à O REPASSE DENOMINADO “MAC” ( MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE) E QUE SÓ É REPASSADO PARA “UNIDADES HOSPITALARES” à CONTINUOU SENDO PAGO ATÉ O MÊS DE JULHO/2015!!! NÃO SEI, NÃO! MAS PARECE QUE TEM GATO NO PEDAÇO!!! VAMOS AGUARDAR ATÉ O MÊS DE AGOSTO, QUANDO ESSE REPASSE NÃO PODERÁ MAIS VIR, DESDE QUE REALMENTE NOSSO HOSPITAL TENHA SIDO DESCREDENCIADO!!! ?????????

à PORTANTO, POVO DE ALTO PARAÍSO, REALMENTE É INADMISSÍVEL TANTOS CORTES NA SAÚDE (JÁ NEM SE FALA A CALAMIDADE EM SE TER DESCREDENCIADO O HOSPITAL COMO TAL), MAS MÉDICOS PLANTONISTAS TRABALHANDO SÓ EM DISPONIBILIDADE (SEM TER A OBRIGATORIEDADE DE FICAR DENTRO DA UNIDADE MISTA DE SAÚDE), FALTANDO COMIDA, MATERIAL DE LIMPEZA, REMÉDIOS, BLÁ-BLÁ-BLÁ, QUANDO ATÉ ESSE MÊS DE JULHO- ANO DE 2015 -  O SISTEMA DE SAÚDE DE ALTO PARAÍSO RECEBEU UM MONTANTE DE R$ 675.562,98 DE REPASSE FUNDO A FUNDO (ALÉM DO REPASSE MUNICIPAL QUE FALAREMOS ADIANTE)– SENDO:

à REPASSE PARA ATENÇÃO BÁSICA (POSTOS DE SAÚDE) = R$347.643,02

à REPASSE MAC (MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE) = R$231.561,94

à REPASSE ASSIST. FARMACEUTICA – R$47.804,10 (LEMBRANDO QUE AGORA AS FARMACIAS POPULARES TAMBÉM REPASSAM MEDICAMENTOS DE GRAÇA AOS USUÁRIOS)

à REPASSE VIGILÂNCIA SANITÁRIA – R$48.553,92


(Dê 1 clic para melhor visualização)

à ESSE TOTAL DE R$675.562,98 à ACRESCIDO DOS 15% MENSAL (MÍNIMOS) DO FPM à OBRIGATORIEDADE DE REPASSE DA PREFEITURA MUNICIPAL DESDE O INICIO DE 2015 ATÉ A PRESENTE DATA (FPM = R$2.814.645,91 X 15% = R$422.196,88) à ENTÃO: R$675.562,98 + R$422.196,88 = R$1.097.759,86 à TOTAL (MÍNIMO) QUE A SAÚDE DEVE TER RECEBIDO NOS SEIS PRIMEIROS MESES DE 2015!!!!!! APESAR QUE TENHO INFORMAÇÕES DE QUE A PREFEITURA TEM REPASSADO CERCA DE 18 A 20% DE SEU FPM PARA A SAÚDE... O QUE NOS LEVA A ESTIMAR UM RECEBIMENTO DE ATÉ R$1.238.492,16 NESTES ÚLTIMOS SEIS MESES.

(Dê 1 clic para melhor visualização)


Quanto a dívida existente da saúde, desconhecemos seu montante, assim como a relação de despesas efetuadas... Sabe-se que o gestor entregou uma listagem em reunião do Conselho de Saúde, mas os conselheiros não podiam mostrar para ninguém...

(Dê 1 clic para melhor visualização)


Agora, que não se pode pagar dívidas em detrimento da saúde da população, ah! Isso não se pode mesmo!!! Que o gestor busque outros meios e alternativas, mas jamais “tratar nosso povo como um lixo, sem respeito” – conforme mencionou (e com razão!) nosso Vice-Prefeito hoje na Radio Comunitária!


MAS QUE NÃO SEJA ESSE TIPO DE ALTERNATIVA, JÁ QUE O QUE VEM DESSE GESTOR NADA MAIS ME ASSUSTA!...

(Dê 1 clic para melhor visualização)


LEMBRANDO SEMPRE QUE...

(Dê 1 clic para melhor visualização)


ATÉ A PRÓXIMA POSTAGEM...

PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!

HIPÁTIA III

domingo, 21 de junho de 2015

NOTA DE FALECIMENTO!



    Pois é, já diz o ditado “A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE”! Mas...





Venho por meio do presente comunicado, avisar com grande pesar, ao povo de Alto Paraíso de Goiás a triste notícia do FALECIMENTO do HOSPITAL GUMERCINDO BARBOSA, drasticamente sacrificado, sem dó nem piedade, por uma gestão que denota não se preocupar com as consequências futuras quanto ao atendimento à saúde da população (especialmente aos mais carentes em termos financeiros), concentrando-se muito mais do que nela, no abatimento de dívidas existentes e imputadas indevidamente ao falecido acima descrito.


Numa tentativa de substituí-lo, puseram em seu lugar uma tal de “Unidade Mista”, sendo que  pelo menos a atual gestão teve a “gentileza” de conservar o nome “GUMERCINDO BARBOSA”, nome este dado ao nosso sacrificado hospital, enquanto vivo, através de Lei Municipal aprovada pela nobre Câmara Legislativa de Alto Paraíso!


Vejam abaixo o print tirado do CNES no dia de ontem - 20/06/2015 - e que atesta por lógica dedução – o FALECIMENTO DO HOSPITAL GUMERCINDO BARBOSA e o nascimento da tal UNIDADE MISTA GUMERCINDO BARBOSA, em substituição ao anterior.




(dê um clic para melhor visualização)


Senti uma imensa tristeza por mais esta perda em nossa cidade! Agora, para “nascer” outro hospital (à não ser que seja privado), vamos ter de esperar por cerca de 30 anos... O que será para a “geração criança atual” à usufruir, e uma parcela dos adultos que se encontram até e por volta de 40 anos de idade cronológica na presente data!


E por que acima me expressei como “indevidamente”, as dívidas imputadas ao “falecido”?? Porque o nosso hospital não se auto-gestava, mas sempre foi gerido pelos secretários municipais que por ele passaram... Entretanto, existiram SECRETÁRIOS e secretários, e eu me incluo naqueles com “letra maiúscula” – para bom entendedor meia palavra basta, não é? É só rever a “História do Nosso Hospital” neste blog, o que dispensa maiores comentários!


Sendo assim, a dívida existente é (ou deveria ser) imputada àqueles “secretários” (de letras minúsculas) que não souberam conduzir devidamente o equilíbrio entre “recebimento e custos”; porém JAMAIS sacrificar nosso hospital para esse pagamento de dívidas! E pior! Sacrificar nosso povo, o qual não mais terá por décadas, atendimentos de média complexidade aqui em nosso município, mas sim tão somente os de  baixa complexidade, a qual condiz aos serviços ambulatoriais dos PSF, com suas devidas importâncias.


Aliás, importância esta pelo que não podemos permitir que percamos nenhuma de nossas unidades já existentes, com fins de preencher a lacuna de uma “unidade mista” que deveria vir em seu corpo, com 01 Centro de Saúde (PSF) + 01 unidade emergencial... Vejam abaixo as unidades que já temos (dados extraídos ontem do CNES), desde antes do falecimento do nosso hospital:




(dê um clic para melhor visualização)


Como o prezado leitor pode constatar, nós já tínhamos essas 04 unidades em nosso município, sendo que, mediante sua zona de atendimento:

(a) a Unidade de Saúde da Família I - refere-se àquela que funcionava no prédio próximo da Pç do Bambu, e que a gestão atual levou para o prédio do ex-hospital (intencionalmente???), alegando a reforma do anterior (e que não está acontecendo!!!).

(b) a Unidade de Saúde da Família II – refere-se àquela que funciona no Novo Horizonte.

(c) a Unidade de Saúde da Família III – refere-se àquela que deveria funcionar na Cidade Alta, mas que por falta de um prédio, também vem funcionando dentro do “pai-de-todos” – ou seja, dentro do nosso ex-hospital! Sendo que exatamente hoje, recebi uma informação de que seu prédio está sendo construído na região mencionada, e à todo vapor! Se essa informação for fidedigna, que coisa boa, não é?!

(d) e a Unidade Básica de Saúde do Povoado do São Jorge que, como o próprio nome diz, localiza-se no Povoado de São Jorge.





Entretanto, fiquem atentos para isso: A UNIDADE MISTA DE SAÚDE, QUE ESTÁ SUBSTITUINDO O NOSSO HOSPITAL MUNICIPAL GUMERCINDO BARBOSA, DEVE OFERECER À POPULAÇÃO MAIS UMA UNIDADE DE ATENDIMENTO BÁSICO À SAÚDE, ADICIONADA DE UMA UNIDADE DE ATENDIMENTO EMERGENCIAL!!!!!!!!  É INADMISSÍVEL QUE JÁ PERDEMOS A CONDIÇÃO DE TERMOS ATENDIMENTOS DE MÉDIA COMPLEXIDADE, E AINDA TENHAMOS DE PERDER UMA DE NOSSAS UNIDADES AMBULATORIAIS, COM FINS DE “TAPAR BURACO” DE UMA UNIDADE MISTA “FANTASMA”, MAS QUE COM CERTEZA TERÁ O SEU REPASSE FINANCEIRO, O QUE IRÁ CARACTERIZAR, SE ISSO VIER A ACONTECER, UMA DUPLICAÇÃO INDEVIDA!


Portanto, o ALERTA está dado! Vamos exigir da atual gestão que nossas 04 unidades de saúde já existentes, funcionem em outros prédios devidamente apropriados, atendendo a nossa população zoneada,  deixando o local do “pai-de-todos” somente para a Unidade Mista!!!! Afinal, já descemos alguns degraus com essa troca absurda de Hospital para Unidade Mista... Vamos permitir que desçamos a escadaria toda, num só empurrão????


E por falar em “descer a escadaria toda”, é voz corrente na cidade (pelo menos até a data de ontem – 20/06/2015) que por vários dias consecutivos, nos nossos postos de saúde (incluindo a Unidade Mista), tem faltado não só a comida aos pacientes e funcionários, mas até material de limpeza e... pasmem!!!... papel higiênico, minha gente!!!!






Se hoje essa situação absurda continua, não sei dizer... Entretanto, realmente, esse tipo de atitude em conduzir um Sistema de Saúde parece fugir dos mais básicos princípios da ética e até da própria prevenção às doenças... Falta de ética não só para com nossa população, mas também para com os nossos funcionários – VERDADEIROS HERÓIS DA LUTA PELA VIDA – que já ganham um salário que muito deixa a desejar, e ainda são obrigados a comer de marmita, trazendo-as de suas casas... Chega a ser humilhante terem de fazer “vaquinha” para comprar pó de café e açúcar, o que muitas vezes os mantêm acordados frente a plantões intermináveis e horas dobradas de trabalho, mediante situações imprevistas! E “prevenção à doenças”, pois nunca ouvi falar de um local onde se atende doentes e que deixem faltar material de limpeza, incluindo desinfetantes... Isso tudo chega a ser hilário, de tão desastroso que é!



Será esta a forma ideal para se “pagar dívidas”??? Mil vezes a moratória!!!!



Que haja comprometimento e responsabilidade em honrar a dívida existente, seja ela qual for e advinda do que, já que dívida é dívida -  concordo e assino embaixo!... Que se busquem formas alternativas para isso - mais que válido!...  Mas,  jamais em detrimento à saúde da população, bem como à dignidade de nossos funcionários, os quais denotam estarem sendo humilhados com um tratamento ditatorial e ameaçador, já que com medo de serem mandados embora, ou ainda retaliados pela gestão atual, parece que estão “comendo o pão que o diabo amassou”!!!





Outrossim, que dívida é essa, cuja relação e detalhamento somente foi permitido o conhecimento aos “conselheiros de saúde”, os quais a guardam à “sete chaves”, demonstrando medo de divulga-la publicamente?  Desde quando um “Conselho” pode esconder informações da população???? Cadê a funcionalidade da paridade desse Conselho de Saúde atual de nosso município??? Aí tem, minha gente!!!! Aí tem!!!!  Será que vícios e equívocos da democracia representativa, estão interferindo politicamente no nosso atual Conselho de Saúde, prejudicando a sua efetividade e comprometendo a sua autonomia?






ACORDA, ALTO PARAÍSO!!!!



SERÁ ISSO MESMO????


____________________


 Portal da Transparência:Os conselhos gestores de políticas públicas são canais efetivos de participação, que permitem estabelecer uma sociedade na qual a cidadania deixe de ser apenas um direito, mas uma realidade. A importância dos conselhos está no seu papel de fortalecimento da participação democrática da população na formulação e implementação de políticas públicas”.


__________________________________


Até a próxima postagem...

PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!

Hipátia III

quarta-feira, 10 de junho de 2015

UMA REPRESENTAÇÃO INFELIZ???




Uma representação infeliz?

     


A anti-homofobia de forma vitimizada não seria uma 
forma auto-homofóbica?


    Incrível, quanto mais vivo, mais percebo o quanto as pessoas têm dificuldades em ser autênticas nos dias atuais... Ou, ainda, não conseguem manter diálogos saudáveis e até mesmo esclarecedores! Não aceitam pontos de vistas diferentes dos seus, acham que tudo que pode gerar polêmica é ruim... Não concebem que existem polêmicas e críticas  construtivas que, inclusive, podem nos levar à reavaliação de conceitos que achávamos corretos até então, isso porque ninguém é sempre e totalmente dono da verdade... Ou, então, acham que quando algo nos contradiz, estamos perdendo espaço, será isso??? Ego???

  Por que estou dizendo isso? Mediante uma matéria sobre a “Parada Gay” onde uma jovem transexual apareceu na cruz, e pelo que entendi, querendo mostrar seu sofrimento comparando ao de Jesus Cristo; uma pessoa aderiu a uma frase que corre na net, que diz que isso não a ofendeu, embora seja cristã, já que é contra a intolerância contra homossexuais. Isto porque, por outro lado, muitos cristãos se sentiram ofendidos com essa representação.

   Diante de outras colocações em seu post, mensagens até muito coerentes de outros internautas, coloquei o meu pensamento, no sentido de que senti existir em tal representação, algo de vitimização que leva muito mais a uma chamada de piedade, do que um respeito pelos homo ou transexuais, e que eu não achava isso certo.

    A seguir, essa pessoa me respondeu que “aparentemente” não parecia ser essa a intenção inicial da representação na cruz e que a coisa tomou vulto em virtude dos chamados intolerantes... E eu lhe respondi exatamente o que segue logo abaixo... Estou colocando aqui “ipsis literae” a minha mensagem – já que essa pessoa resolveu excluir minha resposta, sem o mínimo respeito em pelo menos me dizer que assim iria faze-lo... Quando assim percebi, levei um susto, já que essa pessoa era alguém a quem até tinha um certo apreço ou pelo menos respeito... Tanto, que entrei no inbox e lhe perguntei porque havia feito isso, se achava que eu havia ofendido a alguém, etc... E a pessoa me respondeu, dentre outras coisas, que eu deveria abrir um novo post para “defender meu ponto de vista”, já que o seu ponto de vista era defender as irmãs e irmãos homossexuais vitimados pela intolerância e intolerantes, denotando, inclusive, certa “intolerância” no que concerne, principalmente, aos religiosos católicos...

    Ora, nem por um momento fui contra nossas irmãs e irmãos homossexuais... Apenas me posicionei de forma a não aceitar vitimizações... Motivo pelo qual me pergunto se foi realmente esse o motivo dessa pessoa excluir minha postagem... Ou, ainda, se a questão está mais centrada na última parte da mesma... Para bom entendedor, meia palavra basta! Mas, fica aqui o ponto de interrogação, e deixo para que os leitores reflitam sobre o assunto, sem mais demandas... Até porque eu “não chuto macumbas e nem quebro santos católicos” (palavras usadas pela pessoa) – respeito a tudo e a todos! Mas, luto pela veracidade dos fatos, doa a quem doer! Tanto que estou seguindo a sugestão da pessoa em questão, no que concerne a um post meu sobre o assunto, e se estou colocando em meu blog, ele será devidamente divulgado no facebook.



Minha resposta no face e que foi apagada:


“Vc disse bem, "aparentemente"... Tenho minhas duvidas nesse sentido, embora concorde que a situação tomou tal vulto em virtude do que vc chama de "intolerantes", mas que na verdade tem 2 lados de interpretação...

Uns, com intolerância propriamente dita aos trans e homos, ou seja, inaceitação em termos de diferenças existenciais ao tradicionalismo costumeiro.

E um outro lado eu chamaria de "religiosos praticantes" inconformados com a forma que um símbolo sagrado no qual acreditam, foi usado; e não temos o direito de lhes tirar o direito de defenderem aquilo no que acreditam.

Não sou e jamais fui defensora de religiões, até porque não sou religiosa, mas sim sigo a minha própria “religiosidade”.

Entretanto, o amigo abaixo (comentário feito por outro internauta no mesmo post) falou em "respeito" - o que também falei acima... E é observando esse respeito pelo ser humano – seja aquele que crê num símbolo e/ou divindade (criada ou não pelo homem - não estou aqui para entrar no mérito desta questão!), seja aquele que usa esse mesmo símbolo para enviar uma mensagem aos seus opositores; analisando por esses dois focos, continuo achando que vitimizações despertam piedade que diferem em muito do “amor incondicional” pregado pela figura do Cristo representado...

Tenho amigos gays e os respeito D++++ porque não se vitimizam, muito pelo contrário, se auto-encaram, se auto-assumem, se auto-valorizam!

A parada gay foi muito bem planejada em seus mais variados aspectos representativos!

Deveriam ter pensado nestes termos (pois como disse, conheço muitos deles que se valorizam e não se vitimizam!) e jamais realizarem formas representativas “de choque” às diversas camadas sociais, pois a esse tipo de ação, causa reação de adversidade e não de sincronicidade!

Não é por aí que vão atingir seus mais nobres objetivos como seres humanos que são!

Quanto ao “mundo trevoso” em que vivemos, você falou muito bem no referente à transição plena em que nos encontramos...

Entretanto, estamos aqui nessa época nada ao acaso, vc há de concordar comigo!

Temos uma consciência e não podemos ficar passivos à tantas situações irregulares, absurdas e/ou inaceitáveis...

Temos de colocar cabeça e coração trabalhando pela razão (daí a minha análise acima dos dois focos em questão, como exemplo)!

Só que o que mais vejo --> parecem robôs que apenas olham os acontecimentos, como se não vissem o que se apresenta frente aos seus olhos;  ou que não entendem o que seus ouvidos escutam...

Quer outro exemplo? Estamos aqui numa cidade pequena, onde acontecimentos problemáticos ocorrem, e ninguém (ou quase ninguém se manifesta)...

Entretanto, nossa atenção está voltada para ocorrências da parada gay... Estranho, não é?

A impressão que me dá é que a “polaridade negativa” nos incita para longe, enquanto se infiltra bem perto de nós e vai tomando conta dos pequenos espaços...

Só que de espaço em espaço, num amanhã que não está longe, os espaços dominados serão bem mais consideráveis...

E isto está acontecendo em todo nosso planeta, do pequeno para o maior, do interno para o externo, de baixo para cima... e do lento que era, está cada vez mais rápido!


Muita Paz!”





Mas como...




... recebi hoje por e-mail (lembrando que o fato acima ocorreu ontem!) - um link que não só me explicou coisas que eu não sabia, como também veio de encontro ao que senti sobre a "vitimização" acima por mim exposta.

    Percebam, entretanto, e quero deixar isso bem claro, que meu direito no que condiz à liberdade de sentir, pensar e expressar, nem por um momento me leva ao desrespeito quando me referi à vitimização na representação da cruz...

Mas, voltando ao link, nele fala-se que:  "Por meio de Petrobras, Caixa e Prefeitura de São Paulo, o governo do PT patrocinou a parada LGBT, que trouxe um transexual seminu, no papel de Jesus Cristo na cruz".

Ah! Bom! Se isso for verdade, vindo do PT --> eu espero realmente de tudo!!!!

E diz mais: "A esquerda brasileira repudia até charges que ironizam Maomé em jornais privados, mas acha natural ironizar Jesus Cristo nas ruas com dinheiro público".

Evidente! Já viram comunistas acreditarem em Jesus Cristo???

Continuando: "Detalhe: gays são enforcados, por serem gays, em países islâmicos (como no Irã, aliado do PT), não no Brasil, muito menos na Igreja Católica".

Eis aí uma outra verdade incontestável!!!!!

Mas, o que mais achei incrível, foi o vídeo de uma lésbica, demonstrando sua indignação quanto à essa representação, e falando o mesmo que eu sobre vitimização!

Assim, continua a matéria do link: "Felizmente, nem todo gay cai na conversa fiada do movimento político LGBT".
"Karol Eller, lésbica, postou no Facebook o vídeo abaixo, chamando os manifestantes desse movimento de “mer**” de uns “vitimistas do c@r@***”.
“Eles não falam por mim. Para a gente ter respeito, a gente tem que dar respeito.”

"Não: o vídeo de Karol não tem patrocínio de Petrobras, Caixa e Prefeitura de São Paulo".


Vejam o vídeo:




Vejam o link:

http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2015/06/08/parada-lgbt-dinheiro-publico-para-atacar-cristaos-lesbica-critica-movimento-sao-uns-vitimistas-do-cr/


Bem, é isso aí... Vale pra reflexão...


PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!
Hipátia III

(até a próxima postagem!)

segunda-feira, 8 de junho de 2015

SAÚDE – UM DIREITO DE TODOS? ATÉ QUE PONTO?



       SAÚDE – UM DIREITO DE TODOS? ATÉ QUE PONTO?








Queridos internautas!


Na minha última postagem no blog “hipatianet.blogspot.com” e facebook “Hipatia Vb” (e comunidades), coloquei sobre o absurdo de mais de 100 pessoas fazendo uso de medicamento controlado, sem que haja um psiquiatra para acompanhamento com visitas contínuas, desses pacientes, no nosso Sistema de Saúde local!

Agora, soube de outra insensatez deveras preocupante: um determinado detento do nosso  sistema prisional e que igualmente necessita de tais medicamentos, sem condições de compra-los, à este foi negado pela secretaria de saúde o fornecimento do mesmo!

Gente! Independente de qualquer tipo de pactuação, se o preso está na nossa localidade, ele tem o direito de ser atendido em suas necessidades mais prementes (e um medicamento controlado é uma dessas necessidades!), pelo simples fato dele, mesmo sendo um possível  marginal, antes disso ele já era um “ser humano”!

O que é isso que está acontecendo em nosso município???? Desumanidade, desprezo, irresponsabilidade (ou o que?...) por parte da gestão de saúde????

Sei que muita gente não gosta de ajudar detentos, alegando que nós é que os sustentamos, enquanto que eles furtam, roubam, matam estupram, blá, blá, blá... De certa forma, até concordo em parte com isso, pois são fatos! Mas, meus amigos, cabeça foi feita pra pensar!!! Se as nossas leis são falhas e obsoletas, os presos não podem pagar por isso também! Eles pagam, sim, pelos seus crimes, mas jamais devem pagar pela insensatez de legisladores, ou até mesmo de governantes e gestores que insistem em ignorar que “a saúde é um direito de todos e dever do estado” (começando pela municipalidade!).

Este é um dos pontos para refletirmos! Mas, existem outros, senhora e senhores, rapazes e senhoritas! Não sou mais que ninguém, mas falo de cátedra, já que uma de minhas especializações como psicóloga foi justamente em psicologia judiciária, além de ter mestrado em Saúde Mental!

Outrossim, meus inúmeros anos de trabalho junto à Corregedoria de Justiça Pública da Baixada Santista/SP, atuando junto a detentos de cadeias públicas, deram-me alicerces sólidos para lhes afirmar o que vou postar agora:- seja num presídio de segurança máxima, seja numa cadeia de pequeno porte como a nossa, jamais – E EU DISSE “JAMAIS” PODE FALTAR UM MEDICAMENTO CONTROLADO PARA UM DETENDO USUÁRIO DO MESMO, DEVIDAMENTE DIAGNOSTICADO PARA CONTRÔLE E/OU CONTENÇÃO DE DOENÇAS MENTAIS/NEUROLÓGICAS/SURTOS, ETC.

Vamos, pois, analisar juntos, colocando nossas cabeças para pensar! Se um paciente desse mata um outro detento por estar em surto, em virtude da falta do remédio; ou ainda, se ele é morto por outro(s) detento(s) por se mostrar uma ameaça (em surto)  entre os demais presos, quem será o responsável por essa morte, mesmo que indiretamente??? Tudo indica que será aquele que:
(a) sabia da necessidade e não providenciou o medicamento em tempo hábil; óbvio que nesse caso seria um funcionário da Polícia Judiciária que é o detentor guardião do preso.  
(b) aquele gestor de saúde, que foi comunicado mas que indeferiu o pedido, não atendendo a necessidade do encarcerado mantido em regime fechado, seja por quaisquer motivos apresentados (porém nenhum justificável dentro da gravidade do caso em questão)!
Bem, dentro desta análise, o item (b) representa melhor o ocorrido acima citado, já que o item (a) deve ser descartado, em virtude de que a polícia judiciária tentou adquirir os medicamentos, dentro das condições que lhes foram apresentadas; ou seja, recorreu ao sistema de saúde local!

Como procederá o Sr. Promotor de Justiça, assim como o MM. Juiz de Direito da Vara de Execuções Criminais, mediante esse caso e a outros que porventura vierem a ocorrer?...

Fora que uma situação como essa, pode vir a ser a causadora de um motim dentro da Cadeia Pública!

Afinal, será que nosso sistema de saúde está, realmente, servindo aos “20% de pobres e 5% abaixo da linha da miséria”, tal qual nosso secretário de saúde falou com todas as letras em seu manifesto na Rádio Comunitária de Alto Paraíso?

Pensem!... Reflitam!...



"...Eu me sinto
Produto descartável
Dispensado no depósito dos rejeitados
Esperando alguém pra chamar de pai
Esperando alguém pra chamar de mãe..."

~ Depósito dos Rejeitados ~ Eduardo Taddeo - M.S.
_______________________

“A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência”. (Mahatma Gandhi)


____________________________


Faço minhas as palavras de Clarice Lispector: “Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre”.



PAZ EM TODOS OS QUADRANTES

HIPÁTIA III

(ATÉ A PRÓXIMA POSTAGEM!)


sexta-feira, 5 de junho de 2015

ACORDA, ALTO PARAÍSO!!!!!



   



ACORDA, ALTO PARAÍSO!!!!!


DE OLHO NA SAÚDE!!!!


Nota 1 - As histórias já começaram a pipocar!

Pois é, demitem um "médico-faz-tudo" e colocam outro no lugar que mesmo sendo médico do trabalho, nem atestado admissional dá! Isso é que é “trabalhar pros pobres”? Fiquei sabendo por comentários da família, que uma criancinha de menos de 01 ano, com ronco no peito e expelindo catarro com sangue pela boca e nariz, sequer um raio x foi batido do seu pulmão na atual Unidade Mista de Saúde de nossa cidade (???!!).  O médico que atendeu, sugeriu à mãe que a levasse  pra ser atendida por um especialista pediatra, já que ele não era! Com isso, a família (que não pertence à elite da cidade, diga-se de passagem!), teve que ter gastos pra Formosa (carro fretado, médico particular, só de raio x tiveram de pagar 80,00 + medicamentos nada baratos!). Será que isto é uma Unidade Mista de Saúde! Será esse  tipo de serviço que teremos daqui por diante?


Nota 2 - Na Reunião do CONSELHO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE GOIÁS, ocorrida em 24 de abril p.p., foi homologada por portaria do Ministério da Saúde a resolução “AD Referendum” nº 031/2015-CIB – referente à implantação de um Núcleo de Apoio à Saúde da Família/NASF II em Alto Paraíso de Goiás. Esperamos sinceramente que o nosso distinto secretário de saúde não perca essa oportunidade e lute pela aprovação do NASF II – já que não temos mais um Hospital aqui (pelo que tudo indica)! Sendo que com a implantação do NASF II, existe ainda a possibilidade de se contratar um médico ginecologista/obstetra e um pediatra para cuidar de nossas crianças e gestantes do município, no que condiz à agendamentos de média complexidade (mesmo que duas vezes ao mês). Outrossim, a contratação de um psiquiatra, nem que seja 01 vez ao mês,  faz-se indispensável em nossa cidade, haja visto que estamos com mais de 100 casos de pacientes fazendo uso de medicamento controlado, sem o devido acompanhamento de profissional da área! Lembrando que “sem mais Hospital” e com “Unidade Mista”, esses serviços especializados não mais serão oferecidos. Portanto, a implantação do NASF II irá suprir pelo menos parte deste serviço!


Observações:

1.       Resolução AD Referendum - Trata-se de termo jurídico em latim que significa "para apreciação", "para aprovação", "para ser referendado". É utilizado para atos que dependem de aprovação ou ratificação de uma autoridade ou de um poder competente para serem válidos.

2.       NASF II:  tem como incentivo de implantação por equipe, bem como custeio mensal = R$ 12.000,00.

3.       Poderão compor os NASF II as seguintes ocupações do Código Brasileiro de Ocupações - CBO: Médico Acupunturista; Assistente Social; Profissional/Professor de Educação Física; Farmacêutico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Médico Ginecologista/Obstetra; Médico Homeopata; Nutricionista; Médico Pediatra; Psicólogo; Médico Psiquiatra; Terapeuta Ocupacional; Médico Geriatra; Médico Internista (clinica médica), Médico do Trabalho, Médico Veterinário, profissional com formação em arte e educação (arte educador) e profissional de saúde sanitarista, ou seja, profissional graduado na área de saúde com pós-graduação em saúde pública ou coletiva ou graduado diretamente em uma dessas áreas.


         ATÉ A PRÓXIMA POSTAGEM...

         PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!

         HIPÁTIA III